Como tratar MTHFR, COMT e mutações no DNA

Como tratar MTHFR, COMT e mutações no DNA 1
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


O poder da epigenética

EuSempre fiquei fascinado com a maneira como nosso corpo quer ser saudável e passei a maior parte da minha vida aprendendo como ajudá-lo a chegar lá. Na graduação, estudei biologia celular e molecular. Eu então me tornei um médico naturopata – um praticante de ciência que se baseia em métodos naturais para restaurar o equilíbrio e otimizar a saúde. Enquanto trabalhava com os pacientes, percebi que também precisava me tornar um especialista em medicina ambiental, descobrindo como os produtos químicos em nosso ambiente prejudicam nossa saúde e o que podemos fazer para desintoxicar nosso corpo.

O que reuniu todos os meus diversos estudos foi o campo da epigenética: os muitos, muitos fatores que podem influenciar a maneira como nossos genes são expressos. Eu sempre entendi como genes poderosos podem ser. Mas uau, fiquei emocionado ao descobrir que não precisamos nos curvar e nos submeter ao nosso DNA. Em vez disso, podemos trabalhar com nossos genes para criar uma saúde ideal e, de certa forma, não exacerbar mutações genéticas dentro de nossos corpos – se soubermos como.

Uma das peças mais importantes do quebra-cabeça genético é um tipo de variação conhecido como SNP (pronuncia-se “snip”), que é a abreviação de polimorfismo de nucleotídeo único. Até agora, aproximadamente dez milhões de SNPs foram identificados no genoma humano, com cada um de nós tendo mais de um milhão. A maioria desses SNPs parece não nos afetar muito. Sim, eles representam uma ligeira variação ou anormalidade em vários genes, mas, até onde sabemos, essas variações não parecem fazer muita diferença na maneira como nossos corpos funcionam.

Alguns SNPs, no entanto, podem fazer uma enorme diferença em nossa saúde – e também em nossa personalidade. Por exemplo, os SNPs no gene MTHFR podem criar uma série de problemas de saúde – tudo, desde irritabilidade e obsessão a defeitos congênitos e câncer, pode ser resultado de uma mutação no gene MTHFR. (Observe que eu disse que pode. Eles não precisam – é disso que se trata!) Os SNPs no gene COMT podem levar ao workaholism, problemas de sono, TPM, problemas com a menopausa e, novamente, câncer, juntamente com energia ilimitada , entusiasmo e bom humor. (Sim, muitos SNPs têm uma vantagem e uma desvantagem!)

Os problemas de saúde que intrigaram meus clientes durante anos subitamente fizeram sentido quando descobriram, através de nosso trabalho conjunto, que seus SNPs haviam pelo menos parcialmente criado esses problemas. Os problemas que pareciam esmagadores – até condenáveis ​​- tornaram-se administráveis ​​à medida que os clientes aprendiam que poderiam usar dieta e estilo de vida para remodelar o comportamento de seus genes.

Eu mesmo experimentei esse momento quando descobri que tenho pelo menos três SNPs significativos. Finalmente entendi algo sobre por que estou tão concentrado e determinado – alguns podem dizer obsessivo! Lembra dos sintomas de MTHFR que mencionei anteriormente? Também vi por que de repente fico irritado a qualquer momento e por que reajo tão intensamente a certos produtos químicos e vapores. Foi um alívio ter esse novo entendimento: as coisas faziam sentido para mim de uma maneira que nunca tiveram antes, e eu tinha algumas novas soluções nas quais podia confiar. Ao ler isso, você terá a chance de fazer o mesmo tipo de descobertas emocionantes sobre si mesmo.

Mais importante, aprender sobre meus SNPs me ajudou a entender melhor alguns dos conceitos errados sobre os distúrbios de metilação e me capacitou a cuidar da minha saúde. Finalmente, eu pude apoiar meu corpo e cérebro com a dieta e o estilo de vida que eles precisavam. Pela primeira vez na minha vida, eu senti como se estivesse trabalhando no topo do meu potencial.

Queria que meus pacientes tivessem a mesma experiência – diabos, queria que todos chegassem tão alto. Então comecei a desenvolver um programa para limpar nossos “genes sujos”: o que deveríamos comer, quais suplementos poderiam ajudar e como criar um estilo de vida de “genes limpos”. Queria que sejamos como aquele camundongo com suporte epigenético, brilhante e saudável, independentemente dos genes que a vida nos deu. Eu sabia que, se pudesse me aprofundar o suficiente, encontraria as respostas.

Guia-de-vida-iluminada-Cover-Hi-Res

Curso Gratuito de Vida Iluminada:
Leve a sua felicidade, saúde, prosperidade e consciência para o próximo nível

Descubra idéias e técnicas poderosas para criar saúde radiante, felicidade, prosperidade, paz e fluxo em sua vida e relacionamentos.

Botão Download

E agora, dez anos depois, tenho orgulho de dizer que sim. Ah, ainda tenho muito a aprender: todo o campo da epigenética está apenas começando e estamos fazendo novas descobertas todos os dias. Passo grande parte da semana fazendo minha própria pesquisa e mais uma grande parte do tempo lendo os estudos que meus colegas descobriram. É mais do que uma pessoa pode acompanhar – e essas são as boas notícias. Em mais dez anos, estou totalmente confiante de que teremos o poder de cuidar de nossa saúde de maneiras que nem imaginamos.

Seus genes sujos estão deixando você doente?

Você provavelmente já ouviu falar que seus genes afetam o quão saudável você pode ser. Certamente, seu médico lhe disse que, devido às condições que ocorrem na sua família, você pode estar vulnerável a doenças cardíacas, depressão, ansiedade e / ou outros distúrbios.

Na maioria das vezes, essas notícias fazem as pessoas se sentirem desencorajadas. “Estou com medo”, eles me dizem. “Meus genes estão uma bagunça. Eu só tenho que tirar o melhor proveito disso. “

De jeito nenhum!

Após anos de pesquisa na nova ciência de anormalidades genéticas e distúrbios de metilação, e tendo tratado com sucesso milhares de clientes, incluindo minha família e eu, estou oferecendo a você uma nova e empolgante abordagem: um método comprovado para limpar suas limitações genéticas e criar um você mais saudável e vibrante.

Então deixe-me dizer alto e claro: Seus genes não são seu destino! Mas talvez você tenha sido ensinado que eles são. Talvez, como a maioria das pessoas, você tenha sido informado de que herdou um “plano diretor” – características que são escritas em pedra desde o momento de sua concepção até o dia em que você morre. Nessa visão, seus genes são um comitê severo de juízes que proferem uma sentença de prisão perpétua.

“Hmm”, seus genes parecem dizer. “Vamos dar depressão a essa mulher, que ela recebe da mãe. E vamos apresentar alguma doença cardíaca, que ocorre do lado de seu pai. Que tal acrescentar uma personalidade tímida e ansiosa que ela recebe da avó? Estamos quase terminando, mas vamos lançar mais um ingrediente – um caso leve de TDAH, nada clínico. Mas, como dois de seus tios, ela sempre terá dificuldade em se concentrar. Pronto, tudo pronto! Boa sorte, senhora! Aproveite o destino que escrevemos para você, porque não há absolutamente nada que você possa fazer para mudar isso! ”

Muito sombrio, certo? Felizmente, está errado. Longe de ser escrito em pedra, seu destino genético é mais como um documento escrito na nuvem – você pode editá-lo e revisá-lo a cada momento de sua vida. Toda vez que você bebe um refrigerante, toma quatro horas de sono, usa um xampu carregado de produtos químicos industriais ou bate uma bomba de estresse em seu trabalho, está colocando a parte negativa do documento em um tipo gigante. E toda vez que você come verduras folhosas orgânicas, tira uma boa noite de sono, usa um xampu sem produtos químicos, ri com os amigos ou pratica ioga, amplia a parte positiva do documento e reduz a parte negativa – mutações genéticas , especificamente – para uma fonte tão pequena que pode muito bem não estar lá.

Seus genes não estabelecem a lei; eles negociam com você. Eles nem falam com uma única voz. Eles são um comitê e, às vezes, discordam entre si.

Algumas pessoas desse comitê são severas. Eles estão constantemente gritando: “Doença cardíaca!” ou “Depressão!” ou “Incapaz de desconfiar!” E se você não sabe o caminho certo para trabalhar com eles, essas vozes altas e duras podem governar o dia.

Mas – e aqui está como isso vai mudar sua vida – se você souber trabalhar com seu “comitê de genes”, poderá produzir um resultado muito melhor. Você pode obter aquelas vozes negativas altas para diminuir o tom ou até calar a boca completamente. Ao mesmo tempo, você pode aumentar o volume das vozes que estão dizendo: “Humor equilibrado!” “Coração saudável!” e “Autoconfiança!”

Como tratar MTHFR, COMT e mutações no DNA 2

Então prepare-se para limpar seus genes sujos, pessoal, porque é exatamente isso que você fará. Nas páginas que virão e no meu livro Genes sujos, você descobrirá como alterar seus genes e aproveitar ao máximo sua herança genética, agora e pelo resto de sua vida.

Seus genes são sujos? Alguns sintomas comuns

+ Articulações e / ou músculos doloridos
+ Refluxo ácido / azia
+ Acne
+ Reações alérgicas
+ Raiva e agressão
+ Ansiedade
+ Problemas de atenção
+ Picos e quedas de açúcar no sangue
+ Confusão mental
+ Mãos e pés frios
+ Constipação
+ Desejos, especialmente para carboidratos e açúcar
+ Depressão
+ Diarréia
+ Edginess
+ Fadiga
+ Fibromialgia
+ Intolerância alimentar
+ Cálculos biliares
+ Gás e inchaço
+ Dor de cabeça / enxaqueca
+ Coração acelerado
+ Indigestão
+ Insônia
+ Irritabilidade
+ Comichão na pele
+ Sintomas da menopausa / perimenopausa
+ Mudanças de humor
+ Sangramentos nasais
+ Obesidade / ganho de peso
+ Obsessividade
+ Reflexo de sobressalto super-reativo
+ PMS / períodos difíceis
+ Síndrome do ovário policístico (SOP)
+ Rosácea
+ Coriza / congestão
+ Sudorese
+ Sintomas inexplicáveis ​​- apenas “não estão se sentindo bem”
+ Workaholism

O que seu médico não vai lhe dizer – mas eu vou

Se você teve algum problema com algum dos sintomas que acabei de listar, seu médico pode ter lhe dito que você não está realmente doente. Ou talvez você tenha recebido medicamentos para medicar os sintomas – antibióticos, analgésicos, antiácidos, antidepressivos, medicamentos anti-ansiedade – sem muita atenção aos problemas subjacentes que produzem esses sintomas de distúrbios de metilação.

Leia Também  Hábitos essenciais para um casal feliz

Ou talvez você tenha sido um dos sortudos. Talvez você tenha encontrado um médico naturopata, médico funcional / integrador, osteopata, enfermeiro, nutricionista, quiroprático ou outro profissional de saúde que o ajudou a restaurar a saúde e o bem-estar por meio de dieta, estilo de vida e outros meios naturais. Mesmo assim, seu tratamento é incompleto se você não aprender sobre genes sujos, a causa raiz de muitas das condições com as quais está lutando.

Isso porque a epigenética – modificando a expressão genética para melhorar sua vida e saúde – é um aspecto de ponta da medicina que a maioria dos médicos não entende. Eu sou uma das poucas pessoas que descobriram como traduzir a pesquisa genética em ações concretas que melhorarão sua saúde, e é por isso que tantos especialistas em saúde líderes me procuram para treinamento e aconselhamento. É por isso que passo tanto tempo dando palestras e consultando médicos e profissionais de saúde – convencionais, naturais e outros -, além de ler os estudos de outras pessoas, fazer minha própria pesquisa e ajudar outras pessoas a recuperar sua saúde. Como resultado, as sugestões aqui são baseadas no material científico mais recente. A maioria dos prestadores de serviços de saúde simplesmente não está ciente dessas informações, embora eu esteja disposto a apostar que em alguns anos, programas como o do meu livro, incluindo respostas sobre como alterar seus genes, serão generalizados. padrão.

Enquanto isso, depois de entender o que torna seus genes sujos e como limpá-los, você se sentirá melhor do que jamais imaginou.

Seus Genes Dinâmicos

Lembre-se, a cada momento de cada dia, seus genes estão trabalhando nesse documento sobre sua saúde. Eles podem escrever do jeito que você gosta ou do jeito que você não gosta – mas eles estão sempre escrevendo. E se você sabe ou não, você também é.

Por exemplo, seus genes continuam dizendo ao seu corpo: “Reconstrua sua pele!” Como você sabe se esfolia, sua pele está constantemente morrendo e sendo substituída. Assim, a cada momento de cada dia, seus genes são adicionados ao documento, dizendo ao seu corpo para prosseguir com o reparo.

Que tipo de documento você acha que eles escrevem se você segue uma dieta rica em açúcar, economiza no sono ou se estressa por dias a fio? Hmm, talvez algo como: “Por favor, dê a essa mulher uma pele sem brilho e sem brilho, com muita acne e talvez um toque de rosácea.” Por outro lado, forneça aos seus genes gorduras saudáveis, muito sono e tempo para relaxar, e você verá um documento diferente: “Esta fica com uma pele saudável e brilhante que a faz parecer dez anos mais jovem! Seus genes não param de escrever até o dia em que você morre. Mas o que eles escrevem é com você.

Da mesma forma, seus genes estão constantemente produzindo documentos sobre o intestino, que são reparados e reconstruídos a cada sete dias. Se você come direito e vive certo, vai se afastar das mutações genéticas e tem um ótimo documento: “Mantenha o intestino daquele cara forte e saudável!” Se você bagunçar seus genes com dieta e estilo de vida ruins, seu documento provavelmente diz algo como: “Como esse homem está me dando muito trabalho extra para fazer, não posso me concentrar em reparar seu revestimento intestinal. Ele também não está me fornecendo as ferramentas de que preciso. Portanto, dê a este homem um revestimento intestinal fraco – do tipo que deixa a comida vazar. Cuidado com todo o ganho de peso, problemas imunológicos e outros problemas que provavelmente se seguirão!

Agora, aqui está o meu favorito: o memorando sobre sua mente. Essas instruções envolvem neurotransmissores – bioquímicos, como serotonina, dopamina e noradrenalina, que governam seus pensamentos, humor e emoções. Seu cérebro funciona com milhares de reações bioquímicas e existem inúmeras maneiras pelas quais o processo pode dar errado. Seu objetivo é fornecer a seus genes tudo o que eles precisam para produzir um memorando edificante: “Mantenha essa pessoa afiada, concentrada, calma e cheia de energia durante o dia, relaxada, calma e pronta para dormir à noite.” O memorando que você não quer menciona esquecimento, depressão, ansiedade, irritabilidade, insônia, vícios e nevoeiro cerebral.

Então sim, seus genes escrevem seu memorando de vida. Mas o que eles escrevem depende muito de você. Parece bom? Então vamos começar.

Como as mutações genéticas interferem com sua saúde

Provavelmente, nem você nem seu médico estão acostumados a pensar em seus genes como um fator ativo e dinâmico que afeta sua saúde atual. Em vez disso, seus genes parecem um conjunto imutável e inevitável de instruções cabeadas transmitidas por seus pais no momento da concepção.

Eu quero que você mude essa mentalidade. Em vez de ver sua herança genética como um conjunto fixo de instruções do passado – instruções escritas em uma tábua de pedra transmitida pelos ancestrais -, quero que você veja seus genes como participantes ativos em sua saúde diária. No momento, enquanto você lê isso, milhares de genes em todo o corpo estão dando instruções – ao seu cérebro, trato digestivo, pele, coração, fígado e muitos outros aspectos de sua anatomia. Essas instruções genéticas moldam todas as facetas de sua experiência e sua saúde, e seus genes as estão distribuindo a cada segundo. Com cada respiração que você respira, todo objeto que toca, todo pensamento que você tem, você fornece instruções aos seus genes – e eles respondem, levando a mudanças epigenéticas.

Digamos que você coma um grande almoço – grande demais, mais do que seu corpo pode suportar. Opa! Seus genes estão sobrecarregados. Eles cambaleiam sob o peso de toda aquela comida. Eles dizem ao seu metabolismo para diminuir a velocidade. Eles têm problemas para se metilar – um processo essencial que facilita pelo menos duzentas funções em seu corpo, do reparo da pele, digestão e desintoxicação ao equilíbrio do humor e pensamento claro. Devido ao desafio proposto por essa refeição excessivamente grande, centenas de instruções estão sendo dadas de maneira diferente – e ruim. Você pode prometer a si próprio comer luz naquela noite para compensar isso, e talvez até coma. Mas isso não impedirá o dano que você causou na hora do almoço, quando você não deu a seus genes as condições necessárias para realizar seu trabalho.

Ou digamos que você ficou acordado até tarde ontem à noite, jogando videogame ou respondendo a e-mails ou assistindo ao seu programa favorito. Agora o alarme está disparando e você mal consegue sair da cama. “Vou compensar isso neste fim de semana”, você promete a si mesmo – e talvez sim. Enquanto isso, seus genes estão vivendo no presente e não ficam felizes com a falta de sono. Eles dão instruções que alteram sua digestão, seu humor, seu metabolismo e seu cérebro, de modo que agora, não quando você nasceu, mas agora, sua saúde muda e diminui um pouco.

Obviamente, se na maioria das vezes você está comendo bem e dormindo profundamente e limitando sua exposição a substâncias tóxicas e gerenciando seu estresse, uma refeição ocasional ou tarde da noite não faz muita diferença. Certamente, seus genes alteram suas respostas por um tempo, mas seu corpo é forte e resistente, e pode lidar com o desafio extra. Se um gene cambaleia, o segundo se intensifica. Se esse segundo gene tropeçar, um terceiro assume. Seu corpo possui muitos backups internos, o que é fantástico.

No entanto, se você fornecer a seus genes condições precárias de trabalho de maneira consistente, eles distribuirão instruções precariamente e poderão resultar em distúrbios de metilação no processo. Por quê? Como cada gene de backup pressiona o próximo gene de backup, um após o outro após o outro, e antes que você perceba, muitos de seus genes estão lutando. Sua saúde sofrerá e, em muitos casos, seu médico não poderá fazer muito mais do que prescrever alguns medicamentos para medicar seus sintomas.

Quero algo melhor para você – muito melhor. Quero que você forneça exatamente aos seus genes o que eles precisam para fornecer as instruções para uma saúde perfeita. Quero que seus genes de primeira linha funcionem da melhor maneira possível o máximo possível, colocando o mínimo possível de tensão em seus backups. Quero que todos os seus genes cooperem suavemente para lhe proporcionar uma pele brilhante, um peso saudável, toneladas de energia e uma mente clara e afiada. Quero que você se sinta calmo, entusiasmado e pronto para ir, e quero que você durma tão profundamente à noite, que você acorda todas as manhãs se sentindo ótimo. Se você quer isso para si, preste atenção: a maneira de obter uma saúde ideal é apoiando seus genes.

Dois tipos de genes sujos

Você tem dois tipos de genes sujos – os quais podem causar uma série de sintomas e distúrbios.

Alguns genes nascem sujos

O nome científico de um gene sujo é o polimorfismo genético, que é uma maneira elegante de dizer “variação genética” ou “mutações genéticas” em alguns casos. Como vimos na introdução, esses genes também são chamados de polimorfismos de nucleotídeo único, ou SNPs – pronunciados “recortes”. Esses genes sujos – e cada um de nós tem vários – podem gerar um número em grande escala no seu corpo e no seu cérebro. Eles ajudam a determinar se você é pesado ou esbelto, lento ou com energia, deprimido ou otimista, ansioso ou calmo.

Temos cerca de vinte mil genes em nosso corpo. Existem mais de 10 milhões de polimorfismos genéticos conhecidos (SNPs), e uma pessoa pode ter até 1,2 milhão deles. No entanto, apenas cerca de 40.000 são conhecidos por alterar potencialmente sua função genética. Vamos nos concentrar nos principais SNPs dos sete genes com maior probabilidade de causar o maior impacto em sua saúde. Eu escolhi esses Super Seven porque cada um deles influencia centenas de outros genes. Se algum desses sete genes estiver sujo, você pode ter certeza de que eles também estão sujando seus outros genes.

Quando meus clientes descobrem pela primeira vez que nasceram com SNPs, muitos deles ficam chateados. Como Taylor disse: “Eu me sinto como um mutante”. Mas, na verdade, somos todos mutantes – ou seja, todos nós somos carregados com SNPs. É apenas parte da variedade magnífica da raça humana – o que permite que cada um de nós seja único.

A boa notícia é que, depois de saber quais SNPs você tem, seus problemas de saúde começam a fazer muito mais sentido – e seus problemas emocionais também. Se você sofre de enxaqueca, parece que não consegue adormecer à noite ou luta com um temperamento instigante, os SNPs podem estar na raiz do seu problema e acelerar o desenvolvimento de distúrbios de metilação. Os SNPs também contribuem para ansiedade, depressão, irritabilidade, workaholism, obsessividade, dificuldade em prestar atenção, problemas para acabar e várias outras coisas que você nunca imaginou ter uma base genética e bioquímica. Os SNPs também contribuem para vários pontos fortes, como energia ilimitada, bom humor, entusiasmo, dedicação, determinação e foco nítido a laser.

Leia Também  12 receitas de sobremesas naturalmente verdes para o dia de São Patrício

A notícia realmente boa é que você começa a trabalhar com seus SNPs, aumentando o volume de seus pontos fortes e diminuindo o volume de seus pontos fracos. Por meio do Protocolo dos Genes Limpos, você pode alterar seu estilo de vida, dieta e ambiente para maximizar os pontos positivos e silenciar os negativos, de modo que o que você pensava ser “normal” para você não seja nada disso. Quão incrível é isso?

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Alguns genes simplesmente “agem sujos”

Às vezes, um gene sem um SNP cria problemas para você de qualquer maneira. Isso pode ser porque seus genes não estão recebendo os nutrientes, estilo de vida ou ambiente de que precisam para funcionar da melhor maneira – poucas vitaminas, muito pouco sono, muitos produtos químicos, muito estresse. Uma dieta e estilo de vida melhores podem inspirar seus genes a se comportarem de maneira diferente.

O nome científico para isso é expressão genética: a maneira como seus genes se expressam em resposta ao seu ambiente, dieta, estilo de vida e mentalidade. Dependendo de quais dos seus genes são expressos e de como, você pode ser saudável, energizado e brilhante. Como alternativa, você pode ter uma série de sintomas: obesidade, ansiedade, depressão, acne, dores de cabeça, fadiga, dores nas articulações, má digestão. Se seus genes agirem sujos o suficiente, você pode até enfrentar doenças graves, como doenças autoimunes, diabetes, doenças cardíacas, câncer e outras formas de mutações genéticas. Mais uma vez, seu Protocolo de Genes Limpos vem em socorro. Se você der aos seus genes a dieta e o estilo de vida que eles precisam, eles agirão limpos em vez de sujos, e você poderá otimizar sua saúde, sua visão mental e sua vida.

Conheça seus genes sujos

Aqui estão os sete genes – eu os chamo de Super Sete – que visamos com o Protocolo dos Genes Limpos. Eu os escolhi porque são extremamente comuns, foram bem pesquisados ​​e têm os efeitos mais abrangentes em seu corpo. Se esses caras estiverem sujos – nascendo sujos ou apenas agindo sujos – o resto de seus genes também será afetado. Algumas mutações genéticas são difíceis de eliminar. Não esses sete. Eles são facilmente limpos através de mudanças na dieta e no estilo de vida. Nascer com genes sujos tem um lado positivo e outro negativo.

Os genes nascidos sujos podem colocar você em risco por alguns desagradáveis ​​desafios à saúde – mas também ajudam a moldar sua personalidade, ativando pontos fortes e fracos. Seu objetivo é trabalhar com dieta, exposição a produtos químicos e estilo de vida para maximizar os benefícios e minimizar os inconvenientes.

1. MTHFR, o gene principal da metilação

Esse gene inicia sua capacidade de metilar, um processo chave que afeta sua resposta ao estresse, inflamação, química cerebral, produção de energia, resposta imune, desintoxicação, produção de antioxidantes, reparo celular e expressão genética, que, se não forem tomados adequadamente, podem levar distúrbios de metilação.

Quando MTHFR nasce sujo:

+ Pontos fortes: intensidade, estado de alerta, produtividade, foco, reparo aprimorado do DNA, risco reduzido de câncer de cólon

+ Fraquezas: depressão, ansiedade, auto-imunidade, enxaqueca, aumento do risco de câncer de estômago, autismo, complicações na gravidez, síndrome de Down, defeitos congênitos e doenças cardiovasculares, como ataque cardíaco, derrame e trombose

2. COMT, o gene cujos SNPs ajudam a determinar se você é focado e dinâmico ou descontraído e calmo

O COMT e seus SNPs têm efeitos poderosos no humor, no foco e na maneira como seu corpo lida com estrogênio, um fator-chave no ciclo menstrual, nos miomas, em alguns cânceres sensíveis ao estrogênio e em outras mutações genéticas.

Quando COMT nasce sujo:

+ Pontos fortes: foco, toneladas de energia e atenção, bom humor, pele brilhante

+ Fraquezas: irritabilidade, insônia, ansiedade, miomas, aumento do risco de câncer sensível ao estrogênio, ansiedade de teste, distúrbios neurológicos, enxaquecas, TPM, impaciência, vulnerabilidade a vícios

3. DAO, o gene cujos SNPs podem torná-lo super sensível a certos alimentos e produtos químicos

Quando esse gene está sujo, além do desenvolvimento de distúrbios de metilação, afeta sua resposta à histamina que espreita em vários alimentos e bebidas e que também é produzida por algumas bactérias intestinais, afetando sua probabilidade de sensibilidades alimentares e reações alérgicas.

Quando o DAO nasce sujo:

+ Pontos fortes: conhecimento imediato de alérgenos e desencadear alimentos (para que você possa tirá-los de sua dieta antes que eles causem sérios problemas a longo prazo)

+ Fraquezas: sensibilidades alimentares, complicações na gravidez, síndrome do intestino permeável, reações alérgicas, risco de doenças mais graves, como autoimunidade

4. MAOA, o gene que afeta as mudanças de humor e os desejos de carboidratos

Esse gene ajuda a controlar seus níveis de dopamina, noradrenalina e serotonina: substâncias químicas cerebrais essenciais que afetam o humor, estado de alerta, energia, vulnerabilidade a vícios, autoconfiança e sono.

Quando o MAOA nasce sujo:

+ Pontos fortes: energia, autoconfiança, foco, “altos” de produtividade e alegria

+ Fraquezas: mudanças de humor, desejos de carboidratos, irritabilidade, dores de cabeça, insônia, vícios

5. GST / GPX, o (s) gene (s) que podem criar dilemas de desintoxicação

Um GST ou GPX sujo afeta a capacidade do seu corpo de se livrar de produtos químicos.

Quando GST / GPX nasce sujo:

+ Pontos fortes: conhecimento imediato de produtos químicos potencialmente nocivos (antes que eles tenham a chance de deixá-lo realmente doente), melhor resposta à quimioterapia

+ Fraquezas: supersensibilidade a produtos químicos potencialmente perigosos (com respostas que variam de sintomas leves a graves distúrbios auto-imunes e câncer), aumento do dano ao DNA (que aumenta o risco de câncer)

6. NOS3, o gene que pode criar problemas cardíacos

O NOS3 afeta sua produção de óxido nítrico, que é um fator importante na saúde do coração, afetando processos como o fluxo sanguíneo e a formação de vasos sanguíneos.

Quando o NOS3 nasce sujo:

+ Pontos fortes: diminuição da formação de vasos sanguíneos (angiogênese) durante o câncer, o que reduz o crescimento do câncer

+ Fraquezas: dores de cabeça, pressão alta, vulnerabilidade a doenças e ataques cardíacos, demência

7. PEMT, o gene que suporta as membranas celulares e o fígado

Esse gene afeta a capacidade do seu corpo de produzir fosfatidilcolina, um composto essencial necessário para manter as membranas celulares, o fluxo biliar, a saúde muscular e o desenvolvimento do cérebro.

Quando o PEMT nasce sujo:

+ Pontos fortes: mais apoio à metilação, melhor resposta à quimioterapia

+ Fraquezas: distúrbios da vesícula biliar, supercrescimento bacteriano do intestino delgado (SIBO), complicações na gravidez, fraqueza da membrana celular, dor muscular

O que faz seus genes agirem sujos?

Mesmo que você não tenha um SNP em nenhum dos seus sete genes principais, você ainda pode estar desenvolvendo esses genes com a dieta e o estilo de vida errados, que são dois dos principais fatores que alimentam mutações genéticas. Como resultado, eles não podem fazer o trabalho que você precisa desesperadamente: metabolizar nutrientes, equilibrar a química do cérebro, reparar células danificadas e uma centena de outras tarefas. O que acontece? Você ganha peso, se sente lento, fica deprimido, fica ansioso, perde a capacidade de se concentrar, desenvolve acne, fica com dor de cabeça … a lista suja continua e continua.

Se você está tomando antiácidos, por exemplo, está mexendo com muitos genes importantes, incluindo MTHFR, MAOA e DAO. Se você estiver tomando metformina, um medicamento comum para diabetes, está interrompendo a função do seu MAOA e DAO. Pílulas anticoncepcionais, terapia de reposição hormonal e até hormônios bioidênticos podem sobrecarregar seu MTHFR e COMT.

Mesmo que você não esteja tomando medicamentos, sua expressão genética pode ser interrompida por dieta inadequada, falta de exercício, muito exercício, sono insuficiente, toxinas ambientais e estresse diário comum – e esses são apenas os problemas mais comuns. Para encurtar a história, há uma lista completa de fatores que podem estar sujando seus genes – e seu médico provavelmente não faz ideia.

Para piorar a situação, todos os fatores adicionais que sujam seus genes mudam todo o cenário e podem até causar formas graves de distúrbios de metilação. Então, se você está comendo muito açúcar, esse é um problema. Mas se você também está comendo muitos carboidratos, agora tem dois problemas – e um efeito muito mais amplo e complexo. Além disso, se você não está dormindo bem, acabou de criar mais danos. Isso mais estresse – ainda mais! Em breve, você gerou um efeito cumulativo que torna todo o problema ainda pior. Em vez de 1 + 1 + 1 + 1 = 4, você obtém 1 + 1 + 1 + 1 = 50.

Por quê? Porque todos os seus genes interagem um com o outro. Quando um gene fica sujo, ele não funciona corretamente, então vários genes aumentam para ajudar – e agora, de repente, eles também ficam sujos. Seu corpo não é um conjunto de compartimentos discretos, cada um trabalhando separadamente. É um sistema interativo incrível, no qual os problemas se espalham e se multiplicam com uma velocidade incrível. A boa notícia é que a saúde também pode se espalhar e se multiplicar de maneiras surpreendentes. Quando você limpa suas mutações sujas de DNA, começa a se sentir incrível de uma maneira que nunca imaginou. Seu humor melhora – e a dor muscular crônica pela qual você está trabalhando deixa de doer. Seu nevoeiro cerebral desaparece – e você tem muito mais energia. Seus sintomas de alergia desaparecem – e você começa a perder peso.

É por isso que estou tão ansioso para que você limpe seus genes para evitar mutações genéticas. Se seus genes sujos nasceram limpos, mas se sujaram, limpá-los dá um tremendo impulso. E se alguns de seus genes nascerem sujos, dar-lhes o apoio de que precisam pode fazer uma diferença enorme.

O que suja seus genes?

Dieta

+ Carboidratos demais

+ Muito açucar

+ Muita proteína

+ Proteína insuficiente

+ Gordura saudável insuficiente

+ Falta de nutrientes necessários para que seus genes funcionem corretamente, como vitaminas B, vitamina C, vitamina D, cobre e zinco

Exercício

+ Estilo de vida sedentário

+ Overtraining

+ Deficiência de eletrólitos

+ Desidratação

Dormir

+ Não há sono reparador profundo e suficiente

+ Indo para a cama tarde, acordando tarde

+ Padrões irregulares de sono

Toxinas ambientais

+ Comida “suja”

+ “Água suja

+ Ar “sujo” – incluindo ar interno

+ Produtos “sujos”: sprays, produtos de limpeza, cosméticos, tintas, pesticidas, herbicidas

Estresse

+ Estresse físico: doença prolongada, infecções crônicas, intolerância / alergia alimentar, sono insuficiente

+ Estresse psicológico: questões no trabalho, em casa, com seus entes queridos, com a vida

O Protocolo dos Genes Limpos: Como mudar seu DNA

A seguir, está o seu Protocolo de Genes Limpos – um programa ao longo da vida para manter seus genes limpos e evitar alterações genéticas ruins ao otimizar sua saúde.

Embora você possa adicionar periodicamente a Limpeza de manchas a partir da segunda etapa do programa, descrita em meu livro, esta é a abordagem à dieta e estilo de vida que melhor apoiará seus genes pelo resto de sua vida. Aqui, o Protocolo de Genes Limpos é descrito em pinceladas amplas, como uma introdução. Não tema, no entanto: meu livro Genes sujos aborda todos os componentes – dieta, exercício etc. – em mais detalhes.

Leia Também  Uma maneira melhor de dizer "não" e anotações do fim de semana

Dieta

+ Coma quantidades adequadas de proteínas e gorduras saudáveis.

+ Certifique-se de obter todos os nutrientes necessários para que seus genes funcionem corretamente, como vitaminas B, vitamina C, cobre e zinco.

+ Corte o leite de vaca, o glúten, o excesso de carboidratos e o açúcar branco.

+ Avoid foods high in pesticides, herbicides, preservatives, and/or artificial ingredients.

+ Avoid fermented foods, leftovers, or food that’s likely to contain excess bacteria if you find they trigger symptoms.

+ Avoid foods that are high in histamines: wine, some types of cheese, and smoked and/or preserved meat and fish, if you’re particularly susceptible.

+ Eat in moderation: stop eating when you’re 80 percent full.

+ Avoid snacks and late-night meals.

Exercício

+ Get the right amount of exercise for your body—not too much and not too little.

+ Exercise when you’re rested and only until you’re pleasantly tired. Don’t exhaust yourself, and don’t force it.

+ Exercise when it doesn’t negatively impact your sleep. Don’t skimp on sleep to exercise; don’t exercise later in the evening if it keeps you from falling asleep.

Sleep

+ Make trying for deep, restful sleep a priority.

+ Consistently match your sleep schedule to nature’s circadian rhythms: asleep by 10:30 p.m., awake seven to eight hours later.

+ Avoid electronic screens in the hour before bed.

+ Block out or turn off artificial lights. Natural moonlight is great.

Environmental Toxins

+ Eat organic food or at least avoid the “dirtiest” conventional foods.

+ Filter the water you use for drinking, cooking, and bathing.

+ Avoid the use of household and garden chemicals.

+ Avoid all plastic containers for your food and water, especially BPA plastic and especially in the microwave. Ideally, store and cook foods only in glass or stainless steel.

+ Follow guidelines to keep indoor air clean, bearing in mind that indoor air is often more toxic than the air outdoors.

Stress

+ Attend to sources of physical stress: long-term illness, chronic infections, food intolerances/allergies, insufficient sleep.

+ Reduce and relieve psychological stress: issues at work, at home, with your loved ones, with life.

Profiles and Personalities

Any one gene is just a single factor in your genetic profile—let alone in your entire personality. But to give you some idea of how your genetic profile might help shape your temperament, here are some quick personality sketches that I’ve observed in conjunction with the seven key genes when they’re dirty:

MTHFR

Among the many MTHFR symptoms are the changes in one’s mood. Some days you’re blue and depressed, while other days you’re anxious. On good days, your focus is great and you get stuff done. On bad days, you have performance anxiety, a hair-trigger temper, and/or headaches—or maybe you just feel grumpy. After eating a salad you tend to feel great, but you’ve never paid attention to that because, after all, it’s just a salad.

COMT (Slow)

Man, you’re on fire! ADHD?—not in this house. You’re cranking away on several projects and already eager for the next one or five. As you lie down to sleep, you’re still cranking away. After tossing and turning, you finally doze off, dreaming of tomorrow’s tasks. Tomorrow arrives. Coffee is needed. Once again, you’re off and running. You put pressure on yourself, and if you’re not accomplishing what you need to, anxiety sets in, so you focus harder to get everything done. And you do get it done. Your colleague makes fun of you for working overtime on a particular project, and you snap at her. As usual, you’re quick to be irritated. In addition, sometimes you have an extreme sensitivity to pain and can be plagued with headaches.

COMT (Fast)

Look at that blinking light! Did you see that dog over there? Man, I wish I could read a book, but I just can’t focus. You’re always jumping from one task to another, and it’s hard to get much done. Friends have suggested that you might have ADHD. You also love shopping and buying new things! The problem is, you feel great buying them, but the next day the “shopping high” wears off, and you find that you need to buy something else or you start feeling blue. It’s getting expensive and time-consuming. Oh—and hugs! They’re awesome! The more hugs you get, the better you feel.

DAO

You are so tired of not knowing what you can and can’t eat. One meal you’re good, and the next you feel awful: throbbing head, irritable mood, sweaty body, racing heart, itchy skin, bleeding nose. Perhaps you’ve even spent a ton of money on food allergy testing—and found nothing! So frustrating. You keep limiting your foods one by one in hopes of identifying the culprit, but it’s a never-ending battle.

GST/GSX

Ever since you figured out that chemicals and smells make you feel sick, you’ve been on a mission to get rid of such stuff from your home. That neighbor of yours is using scented dryer sheets—again! Those give you a headache within seconds. Your friends wonder why you’re such a clean freak. But you know that you’re tuned in and sensitive to these things because you have to be.

MAOA (Fast)

Carbs. CARBS! Pleeease, get me some of those! Your grocery cart looks like you work for the grain and chocolate industry! You feel so great eating carb-laden foods. You know you shouldn’t, but when you don’t, you feel blue. The problem is, eating carbs picks you up only for a moment or two; then you crash. So what do you do then? You eat more carbs. You try diet after diet, but they just make you feel depressed. You’re sick of gaining weight, but you feel stuck in that pattern. You don’t want to be on antidepressants, but you feel like you can’t keep going this way.

MAOA (Slow)

You’re easily startled and quick to become anxious or irritated. You can become aggressive and later feel bad for overreacting. You just can’t seem to help it. You always have to watch out for headaches, especially when you eat cheese or chocolate and drink wine. Falling asleep at night is always tough, but once you do, at least you sleep soundly through the night.

NOS3

You’re freaking out. Your dad, uncle, grandma, and grandpa all had significant heart problems when they were around fifty years old, and now you’re getting there. Your doctors check your heart and say it looks okay—but are they checking everything they need to, or are they missing something? Your hands and feet are constantly cold, but your doctors say that’s nothing to worry about. You need answers, because this family history is weighing on you.

PEMT

Ever since you switched to a vegan or vegetarian diet, you’ve felt just a bit off. Your mind isn’t as sharp, you’re forgetting things, and you’ve got aches and pains all over your body. As an omnivore, you felt good overall, though you did have some aches and pains. Your liver felt heavy then, and it still does—just under your right-side ribcage. Fatty foods just don’t sit right with you either. Now your doctor has said that you have gallstones and need to have your gallbladder taken out. Não! There must be a way to save it.

What’s Your Genetic Profile?

If you want to know your own genetic profile, there are a few ways to go about it. The most expensive route is to get yourself tested by a company like 23andMe or Genos Research. At that point, you’ll know exactly where all your SNPs are—but you won’t necessarily know what those results mean.

Another route is to invest four weeks in my book’s Clean Genes Protocol. Most people I know, including health professionals, get genetic testing results back and focus only on the genes. The problem is, that genetic report is a piece of paper showing your genetic susceptibility—not your genetic destiny! In other words, your genetic profile is not you.

Most of the folks who send away for genetic testing are unaware that a gene born clean can easily become dirty. When they read that their MTHFR is normal, they celebrate instead of realizing that—due to diet and lifestyle—it might in fact be super dirty.

Even if your MTHFR was born dirty or you are showing no symptoms of an MTHFR gene mutation, you don’t want to make the common mistake of thinking that you can target it with a magical methylfolate supplement or nutrition vitamin B12 supplement and all will be well. Many of the people who send away for their genetic profile end up following simplistic instructions for MTHFR treatment, thereby creating significant side effects and making themselves worse off than they were before.

Here’s the bottom line: the only way to truly help your dirty genes is by remaining on the Clean Genes Protocol, a lifelong approach to diet and lifestyle, including a specific MTHFR diet. That’s how I do it. That’s how my family does it. That’s how the doctors I’ve trained around the world encourage their patients to do it. The result? Healthier, happier lives. I’ll tell you what I tell all of them: there are no shortcuts. The tortoise always wins the race.

Because your genes can give you problems whether they’re born dirty or simply acting dirty, I want you to know how to keep all seven of these important genes clean and healthy, giving them all the support they need. Out of the roughly twenty thousand genes in your body, these seven are critical to optimal health, every day of your life.

When I say you’re going to scrub your dirty genes clean, I’m not saying that you’re going to change your basic personality or remove all medical risk. I’m saying that you’ll learn to work with your genes, giving them all the support they need. That way, you can celebrate your unique temperament—and safeguard your health from genetic mutations.

Every vehicle drives differently. By understanding your genetics, you gain the opportunity and ability to make choices that will give you a smooth and enjoyable ride throughout your life.

Excerpted with permission from Dirty Genes: A Breakthrough Program to Treat the Root Cause of Illness and Optimize Your Health by Dr. Ben Lynch. Available online at Amazon.com.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *